Santos Silva é o preferido de Costa para substituir Ferro Rodrigues

0
34

António Costa parte para as eleições com a certeza de que, na próxima legislatura, o presidente da Assembleia da República terá de ser outro. Mesmo que o PS seja a força mais votada a 30 de Janeiro e venha, depois, a contar com a esquerda para escolher a segunda figura do Estado, Eduardo Ferro Rodrigues está de saída e será preciso encontrar outra solução.

A primeira hipótese para o lugar é Augusto Santos Silva, que não tencionará voltar a ocupar um lugar no Conselho de Ministros. Contudo, além de o bloco da esquerda ter de garantir a maioria dos assentos no hemiciclo – hipótese para a qual todas as sondagens apontam neste momento -, há um enorme senão: para que o atual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros suceda a Ferro terá de garantir a eleição num círculo tradicionalmente complicado para os socialistas, o de fora da Europa.

Santos Silva não afasta cenários. “Estando em plena campanha eleitoral, o meu objectivo é apenas ser eleito deputado e contribuir para a vitória do PS. Não faz sentido falar sobre qualquer outro assunto”, responde o ministro.

Para o atual ministro, “é da maior importância combater a elevada abstenção que tradicionalmente se verifica nestes círculos eleitorais, não obstante a participação nas últimas eleições legislativas de 2019 ter aumentado cerca de seis vezes face a 2015”.

Ana Catarina Mendes, secretária geral adjunta do PS, considera que a candidatura de Augusto Santos Silva traduz a “importância” que os socialistas concedem às questões da diáspora e “vai seguramente prestigiar o PS, porque, enquanto ministro dos Negócios Estrangeiros, teve sempre uma ação de destaque no apoio às nossas comunidades espalhadas pelo mundo”.

“O nosso ministro dos Negócios Estrangeiros fez um trabalho muito importante de proximidade junto das comunidades portuguesas. Este Governo, entre outras medidas com grande impacto, concretizou o recenseamento automático, aumentando os direitos de participação”, declarou à agência Lusa a secretária geral adjunta do PS.

Nascido no Porto em 1956, é doutorado em Sociologia e Professor Catedrático da Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Foi eleito Deputado à Assembleia da República (AR) pelo círculo Fora da Europa em 2019. Atualmente, é Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros no governo de António Costa. Tem vasta experiência política, tendo sido anteriormente Ministro da Educação, Ministro da Cultura, Ministro dos Assuntos Parlamentares, Ministro da Defesa Nacional e Ministro dos Negócios Estrangeiros. Deputado à AR (2002-2005, 2011-2015). Autor de vários livros nas áreas da sociologia e do pensamento político.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here