A imagem desta semana data de 1974 e pertence ao fotógrafo lusitano Artur Pastor. Nela é mostrado um grupo de pescadores com o que conseguiram trazer do mar depois de uma jornada de trabalho. O retrato foi tirado em Sesimbra.

Sesimbra é uma vila portuguesa do distrito de Setúbal, região de Lisboa, sub-região da Península de Setúbal, onde vivem 5800 habitantes. É sede de um município que ocupa 194,98 km² de área e onde, em 2011, viviam 49.500 pessoas. O município divide-se em três freguesias e limita a Norte com os municípios de Almada e de Seixal, a Nordeste com o Barreiro, a Este com Setúbal e a Sul e a Oeste pelo Oceano Atlântico.

A 15 de Agosto de 1201 foi concedida aos habitantes de Sesimbra a Carta de Foral, documento régio que indica os direitos e deveres da população em relação ao rei. Durante o reinado de D. Dinis, sexto rei de Portugal, foi fundada a povoação da Ribeira de Sesimbra, pequena aldeia de pescadores.

A aldeia foi prosperando e conseguiu tornar-se vila na época dos Descobrimentos. Sesimbra passou a ser um importante porto de construção naval, assim como de abastecimento de embarcações. Nos últimos anos, experimentou uma grande mudança e um período de expansão, com a construção de urbanizações nos arredores do primitivo centro urbano.

A acrescentar a isso, possui uma série de lugares históricos importantes: O conjunto arquitectónico do Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, situado na freguesia de Castelo; o Castelo de Sesimbra, na freguesia de Castelo; Forte de Santiago de Sesimbra, na freguesia de Santiago; Capela do Espírito Santo dos Mareantes, na freguesia de Santiago; Hospital do Espírito Santo dos Mareantes, na freguesia de Santiago; Casa do Bispo, na freguesia de Santiago, na rua Antero de Quental; Igreja Matriz de Santiago, na freguesia de Santiago; Museu do Mar, inaugurado em 1987, localizado no Largo Luís de Camões, na freguesia de Santiago; Museu Municipal na freguesia de Santiago; Cruz do Calvário, Pelourinho de Sesimbra na freguesia de Santiago; Capela da Santa Casa da Misericórdia de Sesimbra; achamento arqueológico de Lapa do Fumo, na freguesia do Castelo e o monumento megalítico de Roça do Casal do Meio, na freguesia do Castelo.

A 4 de Maio realiza-se a festa municipal: É feriado municipal e organizam-se festas em honra de Nosso Senhor Jesus das Chagas. Em 1534, a esposa de Henrique VIII, Rainha de Inglaterra, deu ordem para serem abandonadas no mar todas as imagens sagradas, e chegaram a esta cidade por mar. Esta lenda celebra-se na crença de que Senhor Jesus das Chagas foi a primeira que apareceu nas praias de Sesimbra. Desde então que o povo apadrinha a imagem e o tem como padroeiro dos pescadores. A devoção conta com quase 500 anos e os sesimbrenses rendem-lhe homenagem todos os anos a 4 de Maio.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here