“Solo a’ellas” apresentou-se no Centro Social Luso-venezuelano

Os sócios do centro social também puderam desfrutar de um variado repertório com o melhor da música das décadas de 70s, 80s e 90s

0
654

Ommyra Moreno Suárez

O Salón Páez do Centro Social Luso-venezuelano, localizado em Araure, Estado de Portuguesa, foi o cenário que recebeu, na passada sexta-feira 5 de agosto, o espetáculo humorístico “Sólo pa’ellas”. Trata-se de um show protagonizado por Arturo Rodríguez “El Duro”; Jordy González “El Consentido”; Napoleón Rivero “El Gordo” e Juan Carlos Barry “El Machazo”, que está na quarta temporada. Adicionalmente, os sócios puderam desfrutar de um variado repertório de música das décadas dos 70s, 80s e 90s.

Desta forma, os quatro talentos venezuelanos marcam o seu regresso ao cenário venezuelano para divertir o público com as suas reflexões e aventuras, sobre o complicado do universo feminino, abordando com as suas próprias experiências o tema da mulher e a sua parte psíquica. Arturo Rodrígue “El Duro” custa-lhe manter uma relação séria, é um aventureiro sem limites e o seu lema é “macho que se valoriza não se reproduz no cativeiro”. Fora das tabelas desenvolve atividade como comediante em “Portadas” e em “El Show del Vacilón” por Venevisión, para aém de possuir 11 anos de trajetória artística. Jordy “El Consentido” falará sobre as suas aventuras e conquistas, fazendo um recorrido por todos os caminhos da sexualidade. Ainda, vai partilhar com o público as suas armas infalíveis de sedução e as táticas empregues para levar para a cama as mulheres mais sexys do país. A filosofia de Napoleón Rivero “El Gordo” defende que devemos comer o mundo e essa premissa rege a sua vida literalmente. Neste show, faz uma retrospetiva da sua vida de solteiro, reconhece a mulher venezuelana como a mais bonita do planeta, sem que isto a exclua de ser a mais perigosa e dominante. Juan Carlos Barry “El Machazo” é quem menos tem testado o sexo feminino, mas não podemos deixar-nos enganar, pois sabemos para deixar uma mulher feliz só temos que lhes dar o que se chama de P.V.P. – prata, viagens e prazeres. O espetáculo dirigido por Juan Carlos Barry é produzido por Carlos Rodriguez, mais conhecido como “Rafucho el Maracucho”.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here