TAP Portugal desmente cancelamento de rota Caracas-Lisboa

Representantes da empresa na capital venezuelana asseguram que não têm planos para abandonar este destino que liga ambas nações há cerca de 41 anos

0
4832
Foto: Cortesia

No dia 7 de agosto, publicou-se nas redes sociais a notícia do suposto cancelamento dos voos da TAP Portugal para a Venezuela, publicada pelo jornalista Luis López no jornal El Nacional. Em declarações exclusivas ao CORREIO, os representantes da linha aérea em Caracas asseguraram que a notícia é falsa e que não se prevê abandonar este destino que liga ambas as nações há cerca de 41 anos.

«Informamos que o voo de Lisboa-Caracas do dia 8 de agosto está confirmado», conforme publicou a linha aérea na sua conta de Twitter (@taportugal), dado que foi confirmado pelo pessoal da TAP na sua loja comercial em Chacao e nos balcões da linha aérea n Aeroporto Internacional de Maiquetía Simón Bolívar de Maiquetía, Estado Vargas.

«A decisão de antecipar o voo que chegaria no domingo foi tomada em Lisboa devido a questões técnicas que deveriam ser solucionadas. Esperamos que hoje (segunda-feira) às 15h30 aterre o voo que correspondia ao dia de ontem e se continue com o nosso cronograma de três voos semanais», assinalou a fonte consultada. Ainda, assinalaram que, se existissem alterações, estas serão publicadas nos canais oficiais da linha aérea.

Tap Portugal continua, assim, a operar os três voos diretos semanais entre Caracas e Lisboa, estipulados para as terças, sextas e domingos. Da mesma forma, o pessoal da linha aérea em Caracas indicou que embora a venda de viagens na Venezuela esteja suspensa (os passageiros só podem adquirir viagens desde o exterior com moeda estrangeira), os voos estão cheios por ser período de férias.

No que se refere ao funcionamento da loja de representação na Venezuela, soubemos que tudo funciona normalmente. «O nosso pessoal continua a trabalhar como habitualmente. Atualmente, temos 25 trabalhadores, entre a sede de Chacao e o pessoal do aeroporto. A nossa tripulação está a ficar no Curaçau por uma questão de operacionalização interna relacionada cm a gestão da tripulação; mas não é a primeira vez que isto acontece, pois já tinha acontecido entre os anos 2002 e 2004. Portanto, a TAP continua a querer honrar o seu compromisso de oferecer um serviço de conexão com os que moram neste país», garantiu a nossa fonte.

A Tap Portugal iniciou as suas operações em Caracas em abril de 1976 e, desde então, tem trabalhado de forma ininterrupta Atualmente, não faz voos diretos entre a Madeira e o Porto. Contudo, os três voos semanais para Lisboa permitem ligações com qualquer destino de Portugal e do Mundo. Os interessados em obter mais informações sobre as reservas e as passagens podem entrar em contacto com o pessoal da companhia em Caracas, entre as 8h30 e as 12h30, e as 13h30 e as 16h30, através do número telefónico (0058)212.951.05.11.

Artículo anteriorComissão da Verdade avalia quem se pode candidatar às eleições locais venezuelanas
Artículo siguientePeritos dizem que é “muito prematuro” indicar razões para queda da árvore no Monte
Editor - Jefe de Redacción / Periodista sferreira@correiodevenezuela.com Egresado de la Universidad Católica Andrés Bello como Licenciado en Comunicación Social, mención periodismo, con mención honorífica Cum Laude. Inició su formación profesional como redactor de las publicaciones digitales “Factum” y “Business & Management”, además de ser colaborador para la revista “Bowling al día” y el diario El Nacional. Forma parte del equipo del CORREIO da Venezuela desde el año 2009, desempeñándose como periodista, editor, jefe de redacción y coordinador general. El trabajo en nuestro medio lo ha alternado con cursos en Community Management, lo que le ha permitido llevar las cuentas de diferentes empresas. En el año 2012 debutó como diseñador de joyas con su marca Pistacho's Accesorios y un año más tarde creó la Fundación Manos de Esperanza, en pro de la lucha contra el cáncer infantil en Venezuela. En 2013 fungió como director de Comunicaciones del Premio Torbellino Flamenco. Actualmente, además de ser el Editor de nuestro medio y corresponsal del Diário de Notícias da Madeira, también funge como el encargado de las Comunicaciones Culturales de la Asociación Civil Centro Portugués.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here