UE exige “máxima contenção” e defende solução “pacífica e democrática” na Venezuela

0
380
Foto: Cortesia

A União Europeia exigiu hoje a “máxima contenção” na Venezuela, de modo a evitar a perda de vidas, considerando que a solução para a crise que o país enfrenta tem de ser encontrada de forma “política, pacífica e democrática”.

“A União Europeia (UE) está a acompanhar de perto os últimos acontecimentos na Venezuela. Reiteramos que existe apenas uma saída política, pacífica e democrática para as múltiplas crises que o país enfrenta. A União Europeia rejeita qualquer forma de violência e apela à máxima contenção, para evitar a perda de vidas e uma escalada das tensões”, refere Federica Mogherini, chefe da diplomacia europeia, em comunicado.

Segundo o documento, a UE está, “firmemente, ao lado do povo venezuelano” e das suas “legítimas aspirações democráticas”.

“Continuaremos a não poupar esforços para conseguir a reintegração da democracia do Estado de direito, através das eleições livres e justas, de acordo com a Constituição venezuelana”, conclui.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here