Venezuela faz história no Mundial sub-20

Inglaterra derrota Venezuela e conquista Mundial Sub-20. A “Vinotinto” contabilizava apenas uma participação, em 2009, em que não passou dos oitavos de final

0
643

Depois de 22 dias de intensa e árdua competição, o Campeonato do Mundo de sub-20 chegou ao final e com um vencedor inédito numa final inédita. A Inglaterra, acostumada a desilusões atrás de desilusões em competições jovens, bateu a irreverente Venezuela por uma bola a zero e arrebatou o cetro mundial pela primeira vez na História.

Um gol de Calvert-Lewin, revelação do Everton, aos 35 minutos da final garantiu à Inglaterra a vitória sobre a Venezuela por 1 a 0 e o primeiro título do país na história do Mundial Sub-20, neste domingo, em Suwon, Coreia do Sul. Depois de 51 anos, a seleção do país que «inventou o futebol» no século XIX, criando as regras e organizando a prática de chutar a bola iniciada por chineses e japoneses há mais de dois mil anos, volta a ser campeã de um torneio organizado pela Fifa. Não subia ao topo do pódio desde a Copa de 1966.

Os sul-americanos tiveram a oportunidade do empate no segundo tempo. Mas o pênalti sofrido por Peñarada, aos 29, marcado depois de conferência do vídeo pela arbitragem, acabou sendo desperdiçado pelo próprio camisa 7. O goleiro Freddie Woodman defendeu a cobrança e foi eleito o melhor de sua posição no torneio.

Surpreendente desde o sul-americano da categoria, disputado em janeiro passado no Equador, a seleção venezuelana encerrou o sonho com a melhor campanha do país em torneios organizados pela Fifa. Com 100% de aproveitamento na fase de grupos, superando México, Alemanha e Vanuatu, passou depois por Japão, Estados Unidos e Uruguai, atuais campeões continentais.

“Sentimento de muita tristeza. Sonhava vê-los campeões. Mas estou seguro que nos corações e mentes serão campeões pelo resto das nossas vidas. Eles jogaram com orgulho e amor próprio de serem venezuelanos” disse Dudamel, técnico da Venezuela.

Depois da final, a Fifa distribuiu premiações aos melhores do Mundial. Camisa 10 da Inglaterra, o meia Solanke, do Chelsea, foi eleito o Bola de Ouro do torneio. O volante uruguaio Federico Valverde, revelado pelo Peñarol e atualmente no Castilla, time B do Real Madrid, ficou em segundo e levou a prata. O capitão venezuelano Yangel Herrera, do New York City, da MLS, terminou com a de bronze.

A artilharia do Mundial ficou com o atacante italiano Orsolini, do Juventus, autor de cinco gols. Mais cedo, ele participou da conquista do terceiro lugar pela Azzurra, com vitória sobre o Uruguai na disputa de pênaltis por 3 a 1, depois de empate sem gols.

Organizado desde 1977, o Mundial Sub-20 fica com seleção europeia pela terceira vez seguida, depois da Sérvia, em 2015, e França, em 2013. O último sul-americano que levantou o troféu foi o Brasil, em torneio disputado na Colômbia, em 2011, a quinta conquista do país na categoria – uma atrás da recordista Argentina e três a mais que portugueses e sérvios. Espanha, Gana, União Soviética e Alemanha completam a lista dos campeões na história. O máximo que a Inglaterra tinha conseguido tinha sido um terceiro lugar, em 1993.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here