Venezuela quer bater recorde do Guiness do maior coro do mundo

0
20

A Venezuela está a preparar-se para, no próximo mês de Março, reclamar o Guinness World Records com o maior coro do mundo, recorde que actualmente pertence à Índia.

O anúncio foi feito aos jornalistas por Eduardo Méndez, director executivo do Sistema Nacional de Orquestras e Coros Juvenil e Infantil da Venezuela (El Sistema). «Após o sucesso do que se fez em finais de 2021, com a maior orquestra do mundo, o desafio consiste agora em fazê-lo com um coro», declarou.

Eduardo Méndez explicou que o El Sistema «é composto por mais de meio milhão de rapazes e raparigas e quase todos eles cantam, porque faz parte da sua formação». Acrescentou ainda que se trata de um projecto «quase dez vezes mais ambicioso» que o da maior orquestra do mundo, que envolveu 12.000 músicos, porque o actual recorde do maior coro do mundo, que é da Índia, é de 121.440 integrantes.

No entanto, «a Venezuela é o único país do mundo em que uma só instituição (El Sistema), com a sua própria gente, pretende bater o novo recorde», tal como fez com a orquestra. Nesse sentido explicou que devido à quantidade de participantes, se prevê usar a zona de La Carlota (Base Aérea Generalíssimo Francisco de Miranda, no leste da capital). Também, por questões de logística, participarão apenas coristas de Caracas.

A 2 de Dezembro de 2022 e com 1595 bailarinos de 70 academias de dança, a Venezuela obteve o recorde mundial do Guinness para «a maior roda de salsa casino», estilo de baile que surgiu em meados dos anos 50 em Cuba.

Um mês antes, com 416 músicos, o país registou o recorde mundial do Guinness para a «maior banda folclórica do mundo», com um concerto na cidade de Maracaibo, estado de Zúlia, Noroeste do país.

O concerto decorreu na Praceta da Basílica de La Chinquinquirá e teve uma duração de cinco minutos, durante os quais foi interpretada uma gaita zuliana, um género musical venezuelano que tradicionalmente assinala a chegada da quadra natalícia e que assinalou o dia do gaiteiro.

Em Novembro de 2021, a Venezuela bateu oficialmente o recorde do Guinness da maior orquestra do mundo, depois de um concerto, realizado no pátio da Academia Militar de Caracas, com a participação de 8573 músicos.

O Sistema Nacional de Orquestras e Coros Juvenis e Infantis da Venezuela, conhecido popularmente por El Sistema, interpretou a Marcha Eslava, do compositor russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky, com a duração de 12 minutos.

A orquestra prestou ainda homenagem ao falecido maestro José António Abreu, que fundou o El Sistema, em 1975, um programa público para tornar a educação musical acessível a milhares de crianças das classes mais carenciadas e por onde já passou o maestro e director musical da Ópera de Paris e da Orquestra Filarmónica de Los Angeles, Gustavo Dudamel.

El Sistema foi replicado em mais de 70 países, entre os quais Portugal, com o projecto Orquestras Sinfónicas Juvenis – Orquestra Geração, criado em 2007, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, para combater o insucesso e abandono escolar através do ensino da música.

A Venezuela detém vários recordes mundiais do Guinness, entre os quais o da maior arepa (panqueca de milho) do mundo, com quase 500 quilogramas, o Salto Ángel, a maior queda de água do mundo, com 979 metros de altura e a geladaria Coromoto, que tem disponíveis mais de mil sabores.

Em 2009, a modelo venezuelana Stefanía Fernández Krupij ficou no Guinness por ser a primeira, e até agora, única candidata da Miss Universo a ser coroada por uma compatriota, Dayana Mendoza.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here