Voo da TAP entre Caracas e Lisboa levava droga na fuselagem

Lusa

A polícia venezuelana impediu esta quarta-feira 5 de maio a descolagem de um avião de carga da TAP, que deveria efectuar um voo entre Maiquetía (norte de Caracas) e Lisboa, depois de ter detectado quantidade indeterminada de substâncias estupefacientes na fuselagem da aeronave.

Na inspecção à aeronave, um avião A330neo, participaram cães da divisão 43 da Guarda Nacional Bolívariana (polícia militar) e teve lugar no âmbito dos preparativos da viagem de transporte de carga que a TAP realiza, actualmente, semanalmente entre Caracas e Lisboa.

Fonte da TAP em Caracas, contactada pela Agência Lusa, disse “desconhecer” a situação, remetendo quaisquer informações a empresa em Portugal.

Em Lisboa, fonte oficial da TAP confirmou à agência Lusa que o voo, exclusivamente cargueiro Caracas – Lisboa, de 5 de Maio, “foi cancelado, estando as autoridades locais a conduzir as investigações relativas a produtos de eventual natureza estupefaciente, que terão sido encontrados no porão de carga, numa acção de controlo de segurança obrigatória da aviação civil da responsabilidade da Guarda Nacional Bolivariana”.

“Os três tripulantes deste voo cargueiro encontram-se no hotel e a TAP está a prestar toda a colaboração e informações às autoridades locais”, acrescentou a mesma fonte da empresa em Lisboa.