VPH: causa crescente de cancro oral e garganta

0
1346

Um estudo publicado na revista ‘Cancer Prevention Research’ (‘Investigação para a Prevenção do Cancro’) encontrou um estreita relação entre uma má higiene dental e vários tipos de cancro oral. Os investigadores avaliaram mais de 3400 pessoas, observando que os participantes que tinham uma má saúde bocal tiveram uma prevalência de mais 56% de risco de contrair infecção oral, incluindo doenças das gengivas e dentes perdidos, sendo mais propensos a ter infecções orais pelo Vírus do Papiloma Humano (VPH), que depois pode derivar em cancro.

No total, 10% das pessoas com uma doença dos dentes ou das gengivas apresentaram teste positivo para o VPH oral. Isto em comparação com os 6,5% dos que qualificaram a sua saúde dental como ‘boa’ ou ‘excelente’.

Os resultados não provam, na realidade, que os dentes e gengivas doentes provocam a infecção com VPH. “Não sabemos se uma má saúde oral levou à infecção com VPH”, assinalou Christine Markham, uma das investigadoras do estudo.

A equipa de investigadores tentou ter em conta outros factores que poderiam afectar a saúde dental ou as probabilidades de ter VPH, como fumar ou ter múltiplos parceiros de sexo oral. E uma má saúde oral continuou ligada ao aumento de 56% no risco de contrair VPH oral.

Mas a ligação poderá ter outras explicações, e será necessária mais investigação, disse Markham, professora associada do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, em Houston.

Ainda assim, há muitos motivos para cuidar dos dentes e das gengivas. “Uma boa saúde oral é importante para a saúde em geral”, assegurou Markham. Este estudo simplesmente oferece mais incentivos, acrescentou.

O VPH, que pode provocar verrugas genitais e anais, é a infecção de transmissão sexual mais comum nos EUA. Usualmente, o sistema imunitário elimina a infecção, mas em alguns casos, o vírus persiste no organismo. E a infecção persistente com certas estirpes do VPH pode, no final, levar ao cancro. O cancro mais conhecido é o do colo do útero.

O VPH pode também invadir a boca durante o sexo oral. Essas infecções não provocam, geralmente, sintomas, mas uma infecção persistente com uma estirpe ligada ao cancro pode conduzir ao cancro da orofaringe, que afecta a parte de trás da garganta, na base da língua e das amígdalas.

É um cancro pouco comum, mas o número de casos ligado ao VPH está a aumentar nos Estados Unidos. Ninguém sabe porquê.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here